Pragas de rosas


Os inimigos da rosa

As rosas dominam a maioria de nossos jardins e terraços; as cores de suas flores nos comunicam uma espécie de poesia e elegância. Flor por excelência, não é muito difícil de crescer, basta seguir alguns cuidados para ter rosas robustas, saudáveis ​​e exuberantes que serão motivo de orgulho e satisfação pessoal. Freqüentemente, no entanto, mesmo essas lindas flores são vítimas de parasitas que podem infestá-las e, às vezes, causar danos muito graves. Neste artigo iremos falar em particular sobre os parasitas animais que, ao contrário dos fungos que atingem toda a planta (ver secção "doenças da rosa"), atacam em particular folhas e botões de ramos em tenra idade, causando-lhes mais ou danos menos graves.

Preço: em oferta na Amazon em: € 8,99


Pulgões

Eles são os famosos piolhos. O ataque desses parasitas ocorre de maneira particular no início da primavera, eles visam principalmente os novos brotos alimentando-se das substâncias vitais neles contidas e levando-os a secar e enrolar; a infestação por esses inimigos também pode favorecer a disseminação de vírus muito graves que também podem matar a planta. Recomenda-se o uso de produtos específicos.

  • Doenças da rosa

    A rosa é uma das plantas mais afetadas por doenças mais ou menos graves. Neste artigo iremos falar sobre os mais frequentes causados ​​por fungos, parasitas, vírus ou comportamentos de manutenção e ...
  • Propagação de rosa

    Rosas, flores por excelência, rainhas indiscutíveis de parques, prados, jardins, lindas, perfumadas e não muito difíceis de cultivar, com as suas flores decoram e colorem os jardins das nossas casas donan ...
  • Poda de rosa

    A poda é uma operação muito importante para obter rosas saudáveis, lindas e viçosas; Existem muitos tipos e tipos de rolamento de rosas e cada um deles necessita de uma poda precisa e específica. Também ...

Tentredine das roseiras

São insetos que afetam principalmente as folhas das rosas durante o período de verão; eles depositam as larvas de que se alimentam e danificam as folhas ao consumi-las. Esses parasitas depositam seus ovos em fileira ou espinha de peixe nos ramos jovens da planta, você pode tentar identificá-los e eliminá-los ou, em caso de infestação maciça, terá que recorrer à administração de inseticidas e produtos específicos.


Tortricidas

Esses insetos colocam seus ovos no final de março. As larvas deste parasita atingem folhas e botões, impedindo seu desenvolvimento regular; eles se aninham nas folhas, se alimentam delas e as trazem para se enrolarem. O uso de agrotóxicos é o único remédio para derrotar esse inimigo.


Megachile

Este tipo de inseto não é particularmente perigoso, tanto que em caso de ataque, em geral, não é necessária a administração de agrotóxicos. Eles são parasitas muito engenhosos, eles usam folhas de rosa para construir pequenas casas onde colocarão seus ovos. Eles se alimentam de pólen e néctar presentes nas flores.


Aranha vermelha

O ácaro-aranha é um ácaro muito irritante, um inimigo típico das plantas ornamentais e frutíferas. Se consegue infestar a planta, passa o inverno dentro de sua casca e depois, na primavera, se alimenta dos nutrientes presentes nas folhas, fazendo com que elas amarelem e, consequentemente, caiam. Esse inimigo é combatido com o uso de produtos específicos.


Escarradeira

É um inseto cujas larvas se alimentam das substâncias vegetais contidas nas plantas; Eles surgem de uma espécie de recipiente espumoso produzido pelo inseto, podem ter várias cores mas, na maioria das vezes, são amarelos. Eles podem ser eliminados sem o uso de inseticidas.


Besouros

Eles entram sorrateiramente nas flores, alimentando-se de estames e pistilos, causando danos muito graves. Os indivíduos podem ser eliminados manualmente sem o uso de pesticidas.


Rosa cochonilha

Este parasita infesta principalmente a madeira e a parte inferior das folhas, criando nelas formações escuras ou amarelas em forma de escudo. Pode ser eliminado com um toalhete com álcool ou lavando as folhas com água e sabão e enxaguando bem. Outro remédio muito eficaz é a administração de óleo mineral.


Lagartas

A peculiaridade deste parasita é que se alimenta das folhas da planta e só avança as costelas delas, graças a isso o ataque das lagartas é rapidamente reconhecível. Recomenda-se a administração de inseticidas adequados.


Metcalfa

É um pequeno inseto que se esconde no caule ou sob as folhas da rosa, de cor cinza-azulada. Alimenta-se dos nutrientes necessários ao desenvolvimento da planta, levando a uma deterioração progressiva. Produz uma substância pegajosa com consistência semelhante à do algodão. Eles lutam com inseticidas específicos.


Rosas voam

Este tipo de inseto pode causar danos mais ou menos graves; é semelhante a uma pequena vespa e deposita seus ovos em talos que foram cortados para poda, as larvas se alimentam das substâncias contidas nesses talos, enfraquecendo a planta de maneira mais ou menos massiva. Para evitar danos graves, pode-se proceder com a eliminação do ápice das hastes que não florescem e que são escuras e fracas.


Pragas de rosas: Curculionidi e Oziorrinco

São besouros que podem ter diferentes cores que infestam a planta principalmente durante a noite; se nutrem das folhas e botões em particular de rosas com cores claras e perfume intenso. Eles são derrotados eliminando-os manualmente ou com o uso de agrotóxicos.



Quais são as pragas de plantas mais comuns e como combatê-las naturalmente: o guia prático

A parasitas de plantas eles são o inimigo número 1 de todos os que praticam jardinagem é horticultura para trabalho ou lazer. Certamente, um tópico tão amplo não é facilmente resumido em um único guia, mas mesmo assim podemos fazer um resumo das principais ameaças e soluções úteis para lidar com elas.

Entre pragas, Bolores, insetos, cogumelos, ácaros e dezenas de pequenas criaturas que podem comprometer seriamente a saúde de nossas plantas, o perigo está sempre à espreita. Muitas vezes, eles são tão pequenos que acabam invisível. Eles silenciosamente atacam alguns partes da planta para então afetar toda a estrutura e se não intervirmos rapidamente com as soluções certas, elas podem ser letal.

Em vez de recorrer a pesticidas, inseticidas e outros produtos químicos que são prejudiciais à nossa saúde e às plantas, você pode tentar alguns remédios naturais muito confiável. Como sempre, a prevenção é a arma mais eficaz, mesmo contra parasitas de plantas: basta reconhecê-los e eliminá-los rapidamente, antes que seja tarde demais. Vamos ver como fazer e quais são os pesticidas naturais Faça Você Mesmo mais seguro e ecológico.


Lista de plantas que lutam contra pragas de plantas e doenças fúngicas

Cebola

A cebola, um bolbo versátil e saudável utilizado na cozinha para a preparação de receitas diversas, é também um amigo precioso das frutas, hortícolas e plantas ornamentais. Graças ao seu cheiro acre e pungente, consegue afastar várias doenças fúngicas ou criptogâmicas, como a doença branca ou o oídio: um fungo muito comum que afeta árvores frutíferas, cucurbirtáceas, solanáceas, plantas com flores como impatiens, aromáticas como a hortelã . A cebola também é eficaz contra infestações de diferentes tipos de moscas, como aipo e principalmente cenouras.

Cenoura

A cenoura, legume presente na nossa mesa praticamente todo o ano, tanto cozida como crua, é cultivada na horta para proteger a cebola da mosca da cebola, praticamente cebola e cenoura trocam favores.

Alho

Alho, o pequeno bolbo essencial na cozinha, capaz de exercer uma ação protetora contra parasitas e doenças fúngicas ou criptogâmicas. Sua eficácia é maior contra pulgões e ácaros que infestam plantas ornamentais como rosas e algumas suculentas e morangos cultivados no jardim ou em vasos. Algumas plantas são suficientes para evitar o risco de infestações ou nebulizações com o alho macerado.

Conhecimentos: Cultivo de alho.

Tomate

É a planta rainha das safras de verão, tanto em vasos quanto no solo. Os tomates, especialmente os caules e as folhas, mantêm o repolho, a áltica e várias moscas afastadas. Seu macerado é um excelente pesticida natural também contra pulgões e muito mais.

Salsão

O aipo é uma erva aromática muito consumida cozida e crua pelas suas propriedades saudáveis, se for cultivada juntamente com a cebola, protege-a do ataque da Delia antiqua ou da mosca da cebola.

Espinafre

O espinafre é um vegetal com folhas saudáveis, tanto cru quanto cozido no vapor. É cultivada junto com acelga, crucíferas como couve-flor, brássicas como nabo e rúcula para protegê-los do ataque da áltica ou da terra ou da pulga de jardim, um besouro polífago muito prejudicial.

Conhecimentos: Espinafre.

Piretro

Uma planta herbácea cultivada como ornamental em vaso e plantada diretamente. As folhas e flores exalam um cheiro acre e pungente que mantém os pulgões, ácaros e outros tipos de parasitas longe das plantações. As folhas e flores podem ser utilizadas para preparar um excelente macerado caseiro também adequado para culturas biológicas.

Lantana camara

Uma planta ornamental que protege outras pessoas dos ataques de parasitas, também útil como repelente natural para mosquitos e outros insetos irritantes e nocivos.

Conhecimentos: Lantana camara.

Urtiga

Uma planta herbácea selvagem que cresce em todos os lugares, mesmo em rachaduras nas paredes. É muito útil para a defesa biológica de plantas hortícolas como beringelas, pimentos, curgetes, etc., que são atacadas por pulgões, ácaros, ácaros em geral e outros insectos nocivos.

O macerado de urtiga, rico em ácido fórmico e ácido salicílico, tem ação repelente muito eficaz contra o oídio e oídio, atua como um estimulante de defesas e enriquece o solo com nitrogênio e outros microelementos.

Conhecimentos: Urtiga.

Borragem

Uma erva medicinal comestível que é fácil de crescer, mesmo em vasos. Cresce espontaneamente em terras não cultivadas e neutraliza eficazmente as infestações de pulgões e ácaros, insetos nocivos mas um amigo precioso para os melíferos, para as borboletas e para o nosso bem-estar. O único problema é que, por ser invasivo, seu desenvolvimento deve ser controlado, na verdade semeia-se por conta própria.

Tansy

Outra planta pesticida é a tansy. É uma planta perene com caule fino e com mais de um metro de altura. Produz inflorescências umbelas compostas por flores amarelas que exalam um odor desagradável. E é essa substância que funciona como pesticida para eliminar pulgões, ácaros, traças e repolho. As folhas e flores de tansy também são usadas para a preparação de inseticidas naturais.

Cavalinha

A cavalinha é uma planta antiparasitária que cresce espontaneamente em solos úmidos parcialmente sombreados, sempre foi utilizada como pesticida pelos agricultores em associação com as lavouras ou para preparar macerados úteis para sua defesa. É eficaz contra pulgões, cochonilhas e ácaros vermelhos.

Absinto

É uma planta antiparasitária espontânea, que se adapta bem a ambientes secos e pouco úmidos, sendo utilizada pelo seu forte poder inseticida e repelente contra formigas, caramujos, ácaros, pulgões e couve.

Calêndula

Uma planta herbácea officinal muito decorativa, rica em princípios ativos benéficos. Além de atrair abelhas, borboletas e muitos outros insetos melíferos com suas flores de cores vivas, tem a capacidade de remover os nematóides do solo dos vermes que danificam sobretudo as raízes.

Chagas

Planta trepadeira com flores, cultivada para fins ornamentais, mas muito útil no jardim e na horta na defesa das plantas atacadas por pulgões: rosas, espirradeira, tomate, feijão e abobrinha.

A capuchinha é semeada na primavera e produz belas flores comestíveis de junho a outubro.

Lavanda

Esta bela e perfumada planta ornamental rica em propriedades benéficas, se plantada ao pé das rosas, as defende do ataque de pulgões. É uma planta ideal para manter as formigas afastadas também.

Calêndula

Poucos sabem que esta esplêndida planta ornamental com folhas aromáticas e flores muito decorativas é muito utilizada não só na jardinagem para criar canteiros, embelezar terraços e varandas, mas também para evitar que o solo seja infestado de nemátodos. Para realizar esta importante ação repelente estão as substâncias tóxicas presentes nas raízes da Calêndula.

O calêndula está associado a vegetais como cenoura, batata, repolho, tomate, repolho, e também a árvores frutíferas como pomóideas, videiras e frutas de caroço.

Petúnia

Uma planta ornamental muito bonita e muito comum, cultivada em toda parte devido à contínua profusão de flores e que é cada vez mais utilizada na horta para proteger o cultivo da batata do ataque do besouro do Colorado. Basta criar uma orla perimetral de petúnias como um impedimento natural e ao mesmo tempo ter um jardim muito agradável à vista.

Camomila

Uma erva espontânea com pequenas flores parecidas com margaridas, conhecida e usada desde os tempos antigos por suas propriedades calmantes e levemente sedativas. É cultivado no jardim como pesticida para a traça do alho-poró.

As plantas listadas são pesticidas biológicos naturais que não são tóxicos para os humanos, o meio ambiente e os insetos benéficos.


Pragas de rosas, como combatê-las com métodos naturais

O Rosa são consideradas as rainhas das flores e de fato sua beleza realmente te deixa sem fôlego por ter rosas exuberantes com floração abundante, preste atenção nas parasitas que muitas vezes afetam essas flores esplêndidas, comprometendo sua beleza. Como combatê-los? Claro com métodos naturais.

Neutralizar i pragas de rosas sem recorrer a produtos químicos é possível: basta conhecer o remédios naturais.

Entre os parasitas que costumam atacar as rosas estão os pulgões, também conhecidos, e não surpreendentemente, com o nome de piolhos das rosas são pequenos parasitas que se escondem sob as folhas na base dos botões e que se alimentam da seiva das rosas. Para combatê-los, você pode usar os simples antagonistas naturais, como o joaninhas, que se alimentam de pulgões. Como alternativa, você pode preparar uma decocção de alho que provará ser um pesticida natural muito poderoso.

Para preparar o decocção de alho proceda da seguinte forma: ferva duas cabeças de alho em um litro de água até lascar, deixe esfriar e filtre a água com uma peneira, despeje o líquido obtido em um borrifador e polvilhe toda a roseira para eliminar os parasitas deste sistema também é útil contra cochonilha.

Se suas rosas foram afetadas pelo rosa moscas, o único remédio eficaz será podar a parte danificada que esses parasitas, de fato, se desenvolvem dentro do caule e se alimentam de comer o interior da planta.

Se as folhas de suas rosas saírem mordidela, dê uma boa olhada: entre eles você deve encontrar um lagarta. Como fazer? Prepare um remédio natural à base de água e pimenta.

Se, por outro lado, você notar algum manchas pretas nas folhas, significa que a planta foi atingida por um cogumelo correr para se esconder preparando um tratamento natural específico. Em uma bacia, coloque três litros e meio de água, uma colher de bicarbonato de sódio e três gotas de sabão em pó, misture tudo e coloque o líquido em um borrifador com o qual borrifará as plantas afetadas uma vez a cada duas semanas.


As melhores dicas para cuidar de rosas

O cuidado com rosas é considerado a rainha das disciplinas de jardinagem - afinal, é a 'rainha das flores'. Na verdade, as rosas têm necessidades especiais e requerem muita atenção e cuidados. Mas com algumas dicas e truques você aprenderá a entender essas divas do jardim - e com alguns passos simples você poderá torná-las lindas. Vamos mostrar como!

O que procurar ao comprar uma rosa

Existem muitas variações diferentes de rosas no mercado. Especialmente no outono, os viveiros vendem rosas de raiz nua sem pão de barro. Estes devem ser regados e plantados imediatamente após a compra, caso contrário, as plantas secarão rapidamente. Se as condições climáticas não permitirem, até o plantio, você pode colocar as rosas em um buraco raso e cobrir as raízes sensíveis com terra. Nas rosas de pão de terra, as raízes já estão rodeadas de terra. A raiz é mantida unida por um tecido especial, uma rede de algodão, que se decompõe no solo após o plantio. Você também pode comprar rosas em vasos ou recipientes. Eles estão disponíveis durante todo o ano e podem ser plantados da primavera ao outono. A vantagem é que as raízes se desenvolveram muito bem no vaso - portanto, o crescimento da planta será muito mais fácil.

Plantando rosas de raiz nua

Por causa das raízes desprotegidas, as rosas de raiz nua são particularmente sensíveis à desidratação. Eles devem ser plantados imediatamente após a compra. Aqui, sugerimos que tipo de atenção prestar.

A melhor época para plantar rosas

O início do outono é particularmente adequado para o plantio de rosas: o solo ainda está quente durante os últimos meses de verão e as plantas jovens têm tempo suficiente para enraizar as raízes no solo antes que o inverno chegue. Já na primavera, as plantas terão se desenvolvido bem e provavelmente terão uma floração mais intensa do que as rosas plantadas na primeira metade do ano. Especialmente as rosas de raiz nua são perfeitas para plantar no outono e são mais baratas do que aquelas com pão de barro ou plantas em recipientes.

A exposição ideal para rosas

Para que as rosas cresçam bem, o solo do jardim deve ser permeável, bem oxigenado, profundo e não compacto. Como rainha das plantas, a rosa prefere estar entre suas congêneres, o entrelaçamento de raízes de outras plantas é um obstáculo ao seu crescimento. A exposição ideal é ao sol, mas sem temperaturas excessivas. No longo prazo, mesmo as variedades mais sensíveis não toleram locais com sombra. As rosas precisam estar em lugares arejados, não muito próximos umas das outras - dessa forma, as folhas podem secar mais rápido depois da chuva e ficarão menos suscetíveis a doenças fúngicas.

Cuidando de rosas em vasos ou floreiras

Quem tem uma varanda e quer mesmo desfrutar do encanto das rosas em flor deve saber: muitas variedades crescem de forma excelente em vasos. Desde que você forneça um local correto e ensolarado e um vaso adequado (formato cilíndrico com pelo menos 40 cm de altura), sua planta rosa irá deliciá-lo com uma profusão de flores exuberantes. As rosas desenvolvem raízes profundas: quanto maior e mais profundo for o pote, melhor será para elas. No entanto, também existem variedades que se encaixam bem mesmo em vasos pequenos.

Plante as rosas em vasos ou floreiras

As rosas que crescem em vasos ou plantadores têm outras necessidades além das plantadas no jardim. Aqui você encontrará todos os recursos especiais.

A invernada das rosas em vasos ou floreiras

O sistema radicular das rosas não deve congelar no inverno. Portanto, as rosas em vasos devem ser adequadamente protegidas do frio, por exemplo, com folhagem, aparas de madeira ou plástico bolha. Alternativamente, a planta pode hibernar em um local fresco, mas sem geada. As rosas altas toleram melhor o frio e podem permanecer com segurança no tronco e na folhagem ao ar livre, no entanto, devem ser protegidas com tecido não tecido ou bolsas de juta.

Nutrientes e água: o cuidado certo

Somente rosas cheias de vitalidade podem desenvolver sua beleza plena. Portanto, preste atenção na "dieta" de suas flores favoritas! Para um crescimento vigoroso e flores coloridas, as rosas precisam de nutrientes e água suficientes conforme necessário durante a estação de crescimento. Em épocas de seca, as rosas podem ser regadas abundantemente com segurança. De preferência, regue com pouca frequência, mas em abundância! Devido às raízes profundas, a água também deve atingir as camadas mais profundas do solo. Pois, se molhar apenas na superfície, a rosa vai produzir raízes finas apenas naquela área do solo, tornando-se mais sensível.

O desenvolvimento de flores exuberantes requer muita energia da planta. Nesse estágio, eles usam muitos nutrientes que retiram do solo. Com a fertilização regular, esse equilíbrio pode ser mantido, garantindo que suas rosas se desenvolvam de maneira ideal e mantenham sua resistência contra doenças e pragas. Isso é especialmente verdadeiro para rosas em vasos, uma vez que o suprimento de nutrientes em um vaso é sempre limitado. Na nossa gama de produtos encontrará muitos fertilizantes adaptados às necessidades das rosas. Por exemplo, para rosas em vasos, um fertilizante líquido é recomendado que pode ser simplesmente diluído com água de irrigação. Já as rosas em canteiros vão se beneficiar de nosso fertilizante de longa duração, que libera nutrientes adequados às necessidades dessas plantas por até seis meses. Outra alternativa mais orgânica seria o nosso fertilizante de longa duração com lã de ovelha, adequado para a agricultura ecológica.


Pragas de rosas: remédios naturais para eliminá-las

Não falta muito rosas florescendo mas, se você quiser ver uma explosão de cores e aromas em seu jardim, você terá que prestar muita atenção parasitas afetando as rosas e comprometendo seu correto florescimento.

Portanto, aguce seus olhos e dê uma boa olhada em todos os ângulos de suas plantas Rosa: depois de identificar os insetos, você só terá que escolher o certo remédio natural para neutralizá-los!

Joaninhas

As pragas mais comuns são as pulgões ou piolhos rosa: esses minúsculos parasitas, que se escondem sob as folhas e na base dos botões, sugam a seiva das rosas, adoecendo inevitavelmente. Se você puder identificá-los a tempo, se livrar deles não será difícil. Para fazer isso, um dos métodos mais eficazes e totalmente naturais é recorrer a joaninhas, insetos que se alimentam desses pequenos parasitas. Para criar um jardim que atraia joaninhas, basta escolher as plantas com cuidado: descobrir o que são AQUI >>

Alternativamente, você pode sempre recorrer ao famoso decocção de alho, muito útil para remover parasitas: colocar duas cabeças de alho ferver em um litro de água até que eles descasquem completamente. Em seguida, deixe esfriar e filtre a água com uma peneira em um borrifador. Em seguida, pulverize a planta de rosa inteira para eliminar todos os "convidados indesejados". Obviamente, esse método também pode ser usado para prevenir invasões de pequenos parasitas.

Poda

Se, por outro lado, forem eles que atacaram suas rosas rosa moscas infelizmente você só precisa podar a parte danificada. Esta parasita, na verdade, ele se desenvolve dentro dos caules e se alimenta comendo a cavidade do plantar. O único remédio eficaz é cortar a parte contaminada que se revelará, de fato, oca e escurecida.

O sai de suas rosas saem mordidela? Olhe cuidadosamente entre ramos e flores e você sem dúvida encontrará uma lagarta: neste caso, você só precisa criar um remédio natural à base de água e pimenta. Você pode realizar facilmente em casa!

Finalmente, se você notou manchas pretas nas folhas de rosas, sua planta foi afetada por um cogumelo, ou está sofrendo de uma infecção chamada "sarna da rosa". Para curar o Rosa Existem dois remédios para essa doença: em primeiro lugar, é preciso eliminar as folhas infectadas (tanto da planta como do solo) e, posteriormente, tratar a terra com um antifúngico à base de cobre. Então evite molhar as folhas por pelo menos uma semana: a principal causa da crosta é o excesso de água!

Descubra também:

Imagens: iStockPhoto, Crédito do vídeo: via YouTube @ Gardentrifoglio


Cultivo de rosa

O cultivo de rosas requer conhecimentos básicos, com os quais excelentes resultados podem ser obtidos. Algumas medidas típicas do cultivo destas espécies aliadas ao conhecimento das peculiaridades das diferentes variedades podem fazer a diferença entre um roseiral mantido em perfeitas condições e um pobre. Nesta coluna você terá a oportunidade de explorar temas que são muito queridos por quem ama as rosas, como a poda das rosas, o plantio, a prevenção de pragas e doenças e outros assuntos essenciais como a irrigação e a fertilização das rosas.

Poda de rosa

Leia dicas e truques para realizar uma poda correta de rosas, de forma a ter plantas saudáveis ​​e com lindas flores.

Plantio de rosa

Leia nossas dicas de como proceder no plantio de rosas para ter plantas saudáveis ​​e capazes de dar flores duradouras.

Enxerto de rosa

Graças ao enxerto de rosa é possível obter novas plantas para o seu jardim. Vamos ver quais são as operações a serem realizadas para ter bons resultados.

Parasitas rosa

Cultivar flores e plantas no seu jardim é uma fonte de satisfação, no entanto, deve-se prestar a devida atenção ao reconhecimento dos diferentes tipos de parasitas nas rosas, para evitar que as plantas sofram até mesmo danos graves.

Doenças Rosa

É bom conhecer os diferentes tipos de doenças das rosas que podem afetar as suas plantas, para poder combatê-las com eficácia.

Fertilizar Rosas

Saber fertilizar melhor as rosas é fundamental para termos plantas fortes e saudáveis, capazes de produzir flores fascinantes e duradouras.

Rega de rosas

Saber como e quando irrigar as rosas é essencial para evitar problemas com as plantas e mantê-las em perfeita saúde. Veja como fazer.

Foto rosa

Uma seção inteiramente dedicada às fotos de rosas, para permitir que você visualize imagens fascinantes e aprenda alguns truques para fotografar suas rosas favoritas.

Rose significa

Leia sobre o significado oculto da rosa para cada variedade dessas lindas flores, que geralmente são conhecidas apenas como um símbolo do amor.

Variedade rosa

As variedades de rosas são numerosas e podem assumir características muito diferentes. Com os artigos desta seção tentaremos contar-lhe algumas particularidades de cada tipo, de modo a lhe fornecer informações úteis e interessantes.

Dicas de cultivo

Aqui está uma seção inteira dedicada a dicas de cultivo de rosas para você, para que possa descobrir as operações necessárias para cuidar de suas plantas a fim de ter espécimes saudáveis ​​e exuberantes.

Telefone seg-sex 9-19 sáb 9-12
+393519731168

E-mail
[email protected]

Quem nós somos
Descubra quem somos

Garantias
Leia nossas garantias

Tempo de entrega
Leia nossos prazos de entrega

Perguntas frequentes
Respostas às suas perguntas


Vídeo: Como eliminar pragas nas rosas do deserto usando cola de papel


Artigo Anterior

Plantas de sombra interessantes: alternativas incomuns para jardins de sombra

Próximo Artigo

Classificação das orquídeas: reino, ordem, família, gênero e principais espécies de orquídeas