O que fazer se as mudas de tomate forem finas e compridas


Os jardineiros ficam desapontados e desapontados, que, em troca do tempo e do esforço despendidos, recebem em casa mudas de tomate desbotadas, compridas ou finas. Após o transplante, as mudas de baixa qualidade não criam raízes bem e se desenvolvem mal, e não se fala em boa frutificação. A seguir, falaremos sobre por que as mudas podem esticar, brilhar ou florescer, bem como o que fazer e o que alimentar.

Problemas com mudas de tomate e podem ser consertados

Jardineiros experientes estão familiarizados com os problemas que podem ser encontrados durante o cultivo de mudas de tomate. Neste artigo, selecionamos as regras básicas para o plantio de sementes e cuidados com os brotos, porque a maioria das razões reside na sua violação. O conhecimento adquirido ajudará a evitar dificuldades não só com tomates, mas também com pimentões, repolho e pepino morango. Os requisitos agrícolas para essas culturas têm muito em comum.

Esses exemplos de situações típicas de mudas farão parte do manual do jardineiro sobre o cultivo de vegetais. E as recomendações apontarão as ações corretas para salvar a safra futura.

O que podem estar faltando mudas? Para uma avaliação adequada das condições dos brotos, você precisa saber exatamente o que devem ser mudas de tomate saudáveis. Os seguintes sinais servem de guia:

  • rica cor verde das folhas e caule;
  • elasticidade da vegetação;
  • a intensidade do desenvolvimento dos rebentos corresponde ao momento desta fase da estação de crescimento;
  • o caule é forte, estável, sem dobras laterais.

No momento em que as mudas são preparadas, para serem plantadas no solo, elas devem crescer até 25-35 cm, o caule deve ficar mais forte para uma espessura de 8-10 mm. Além disso, um fator obrigatório é a presença de 7 a 10 folhas e o primeiro pincel de flor formado.

Se na época do plantio houver menos de 6 folhas na muda, o par localizado abaixo deve ser removido com cuidado e plantado em solo quente até a profundidade das folhas rasgadas. É melhor descartar os brotos subdesenvolvidos, eles morrerão ou ficarão doentes de qualquer maneira.

Razões para hastes muito finas e longas

Entre os principais motivos que levam ao desbaste de mudas:

  • rega excessiva (o desenvolvimento da parte da raiz é suspenso, todas as forças são direcionadas para o crescimento da vegetação);
  • se o regime de umidade do ar não for observado (o ar seco e quente afina a parte aérea dos brotos);
  • falta de iluminação (os tiros são atraídos pela luz do sol);
  • semear antes do previsto (vale a pena planejar o plantio não antes do dia 20 de março, quando o dia está aumentando intensamente);
  • violação do regime alimentar (por excesso ou falta de nutrientes, as folhas murcham e enfraquecem, e o caule torna-se ralo);
  • semeadura muito densa (as mudas se entrelaçam, criam sombreamento umas para as outras).

O preparo inadequado das sementes também pode provocar um crescimento intensivo das mudas. É melhor comprar sementes em lojas especializadas. Ao comprar à mão, é necessário processar os grãos com uma solução fraca de permanganato de potássio para desinfecção.

Recomendações para a prevenção de desbaste de caules de mudas e crescimento descontrolado:

  • você precisa aplicar fertilizantes após a semeadura, no máximo 1 vez em 10 dias (use fertilizantes orgânicos ou minerais);
  • a primeira alimentação é introduzida 10 dias após a germinação (solução de nitrophoska), a segunda - 10-12 dias depois (solução de cinza de madeira e nitrato de amônio);
  • com o crescimento intensivo de mudas, recomenda-se retirar as 2 folhas inferiores e adicionar uma camada de solo;
  • a rega não deve ser excessiva, o ar seco pode ser regulado instalando um humidificador (em alternativa, humidificação manual por spray);
  • é necessário plantar sementes a uma distância de 8-10 cm, imergindo 2-3 grãos a uma profundidade de 1,5-2 cm;
  • para encher caixa de mudas ou vaso, use solo fértil, que deve ser desinfetado;
  • após a formação de 2 folhas, os brotos precisam ser transplantados para recipientes separados (colheita).

Se as medidas recomendadas não resolverem o problema, então você pode usar medicamentos especiais: Stop Growth ou Athlete. A composição dos fundos inclui nutrientes que em um curto espaço de tempo compensam a deficiência de microelementos essenciais no solo. Após o processamento, o crescimento da parte superior da planta para, o caule fica mais forte, mais espesso. O sistema radicular também está ganhando força.

O prazo de validade dos medicamentos que estabilizam o desenvolvimento das mudas é limitado a sete dias, portanto, apenas 2 a 3 tratamentos são permitidos durante o período de crescimento das mudas.

Mudas de tomate no peitoril da janela são claras, fracas e finas

Freqüentemente, as mudas em crescimento começam a murchar e o caule fica mais fino. As causas do problema podem ser as seguintes:

  • iluminação insuficiente (por falta de luz, os brotos começam a alcançar intensamente o sol);
  • densidade de semeadura (os brotos são arrancados devido ao sombreamento criado);
  • excesso ou deficiência de nitrogênio;
  • aumento da temperatura do ar;
  • violação do regime de irrigação.

Atividades simples ajudarão a reviver as mudas. Em primeiro lugar, vale a pena ajustar os regimes de irrigação e cobertura. Na utilização de fertilizantes, é necessário controlar a dosagem aplicada, não sendo possível reduzir ou aumentar o volume recomendado nas instruções.

Se a luz solar não for suficiente para a vegetação normal, lâmpadas devem ser instaladas acima das plantas. Deve-se ter em mente que a duração do dia para o tomate deve ser de pelo menos 12 horas.

Uma colheita oportuna ajudará a fornecer o espaço e a nutrição necessários para cada broto. Os brotos não criarão sombreamento e puxarão todos os oligoelementos do solo, privando as mudas vizinhas.

O motivo mais comum para a palidez das folhas é a falta de nitrogênio no solo.... A situação pode ser corrigida regando as mudas com uma mistura de nutrientes de uréia (1 colher de sopa. L.) e água (10 litros). Após a alimentação, a caixa ou os potes devem ser movidos para um local fresco, mas bem iluminado, onde a temperatura não ultrapasse 8-10 °.

Se o motivo do branqueamento das folhas for a supersaturação do solo com nitrogênio, deve-se introduzir superfosfato (3 colheres de sopa do produto para cada 10 litros de água).

Folhas claras de tomate e o que podem faltar

No caso de mudança na coloração da folhagem, os motivos devem ser buscados nos seguintes fatores:

  • falta de nitrogênio (a muda fica atrofiada, o caule fica mais fino, as folhas ficam pálidas);
  • deficiência de ferro (descoloração do tecido foliar entre as veias);
  • falta de magnésio (forma-se marmoreio).

A irrigação inadequada ou a falta de iluminação também podem causar problemas.

Para evitar o clareamento das folhas nas mudas, é recomendado o uso de fertilizantes complexos para alimentação. Todos os oligoelementos necessários estão incluídos em sua composição, além disso, é muito mais fácil cumprir a dosagem.

Possíveis razões para clarear os verdes incluem:

  • queimaduras solares (se a caixa for instalada em uma janela onde a luz solar direta é direcionada);
  • solo inadequado (falta de oligoelementos em combinação com uma estrutura pesada);
  • ao regar, verduras são derramadas.

Se a folhagem foi danificada pela luz solar, borrifar com Epin ou outro agente que estimule o sistema imunológico da cultura ajudará a reviver a planta. Na falta de local mais adequado para as mudas do que o parapeito da janela, deve-se cuidar de sombreamento leve (tule, gaze, papel).

Na irrigação, não é necessário preencher a parte aérea com água. A partir disso, a cor da folhagem pode mudar. Nesse caso, basta revisar o regime de irrigação e a forma de aplicação do líquido (na raiz).

Ao considerar as diferentes causas, as infecções fúngicas não devem ser excluídas, especialmente ao usar sementes não tratadas.

Por que as mudas podem se esticar e como plantá-las mais tarde

As razões para um puxão muito forte de mudas de tomate podem ser:

  • falta de luz natural;
  • densidade de plantio (brotos criam sombra);
  • temperaturas excessivamente altas.

Para evitar o alongamento da haste, você precisa seguir recomendações simples.

  • No período de pouca luz do dia, instale iluminação adicional acima das caixas com mudas. Lâmpadas fluorescentes fixadas a uma altura de 50 cm dos brotos são mais adequadas. Não se deve usar lâmpadas incandescentes comuns, elas geram calor, que será destrutivo para as mudas.
  • O regime de temperatura para as sementes plantadas deve ser de pelo menos 21-23 °. Após a germinação das mudas, o indicador diminui para 16-20 °. É melhor se os regimes diurnos e noturnos diferirem em 2-4 graus (durante o dia - 18-20 °, à noite - 15-16 °). Então, a intensidade do crescimento do rebento estará sob controle.
  • Após a formação de duas folhas no caule, o jardineiro dá um mergulho. Tal procedimento fornece acesso à luz solar para cada planta, criando espaço para o desenvolvimento. Uma picareta retarda o crescimento das mudas, tornando possível que o sistema radicular e o caule cresçam mais fortes.
  • A rega frequente e forte das mudas não é necessária. O suficiente para irrigação 2 vezes por semana. Se necessário, o solo é umedecido com um pulverizador para manter a umidade.

O que fazer se as mudas de tomate começarem a florescer antes de serem transplantadas para o solo

É indesejável plantar tomates com flores nos canteiros. Mas o que fazer, as mudas começaram a florescer muito antes de serem plantadas em terreno aberto? Você pode resolver o problema encurtando o broto, especialmente se ele for muito alongado e fino. Isso deve ser feito 2 a 3 semanas antes da transferência das mudas para o jardim, antes que a poda não valha a pena, pois outros brotos podem crescer e voltar a formar inflorescências na hora errada.

Ao encurtar uma muda, vale a pena seguir a regra principal: quanto mais alto o local da poda, menos estresse a planta sofrerá.

Plante o rebento cortado em água para o enraizamento e, na época do plantio, o número de mudas aumentará. Existem várias opções de corte, mas o encurtamento sobre a segunda folha real é considerado o mais ideal. De uma planta cultivada de sementes cortada, um arbusto já formado em 2 talos resultará.

Outras maneiras de prevenir a floração de mudas incluem:

  • remoção das folhas inferiores;
  • defloração.

Nesse caso, não se deve arrepender das inflorescências, o tomate ainda vai jogar fora os pincéis de flores, mas para uma boa frutificação é melhor que esse processo seja no jardim.

Ao cuidar das mudas, você deve olhar atentamente para elas, a própria planta dá uma dica sobre os problemas que surgiram. Qualquer mudança na aparência das folhas ou caule deve alertá-lo. Ao lidar com o problema cedo, as chances de consertar a situação aumentam. E plantas saudáveis ​​podem ser plantadas em terreno aberto.


Por que as mudas de tomate são finas e longas. O que fazer se as mudas de tomate forem fortemente esticadas

Existem várias razões pelas quais as mudas de tomate são finas e longas. É preciso lembrá-los antes e depois da semeadura, não só para o jardineiro novato, para não se arrepender dos esforços, tempo e material de semente desperdiçados.

Muitas pessoas enfrentam esse problema, porque o conselho de especialistas experientes ajudará a evitar esse incômodo e a cultivar uma boa colheita de tomates.

O conteúdo do artigo:

  1. Sinais de uma muda saudável
  2. Por que as mudas de tomate ficam finas e compridas?
  3. Ações preventivas
  4. O que fazer se as mudas de tomate forem muito alongadas?
  5. Como transplantar corretamente mudas de tomate alongadas?


Por que as mudas de tomate são arrancadas

  • falta de iluminação
  • espessamento excessivo de plantações
  • não observância das condições de temperatura
  • cuidados desnecessários.

Qualquer planta precisa de luz para viver e se desenvolver. Se não houver luz solar suficiente, você precisará usar fitolâmpadas especiais. Caso contrário, as mudas se esticarão para cima para tentar obter a iluminação necessária, os caules ficarão finos e fracos. Como resultado, os tomates podem até morrer.

Durante o autocultivo de mudas, você deve agir com base no princípio "quanto menos, melhor". Se 5 arbustos forem cultivados em um peitoril da janela, eles serão fortes e poderosos. E se você semear mais de 30-40, então as mudas, mesmo com todos os requisitos e recomendações para o cultivo, acabarão sendo muito mais fracas. Martelando uns aos outros, os brotos se esforçarão para cima em direção à luz. Eles não serão capazes de formar um sistema radicular normal, eles terão um caule fino e fraco.

O endurecimento dos tomates deve ser feito antes mesmo de serem plantados no solo, não havendo necessidade de “sacudir” as mudas. É melhor deixar os mais fracos morrerem imediatamente do que tirar os nutrientes e a umidade poderosos e fortes. Um dos requisitos mais importantes para o cultivo de tomates é reduzir a temperatura à noite. Durante o dia, os indicadores devem ser de aproximadamente 17-20 graus e à noite 5-6 graus mais baixos.

O cuidado com as mudas de tomate deve ser feito de maneira razoável. Muitos procuram alimentar mais seus brotos, na esperança de que assim cresçam saudáveis ​​e fortes, e dêem uma boa colheita. Mas, na realidade, haverá apenas muito verde. Se a planta recebe uma quantidade excessiva de fertilizante, ela permite a formação de galhos e folhagens. À primeira vista, isso é muito bom. Mas assim que se trata de frutificar, fica claro que foram cometidos erros graves. Portanto, a alimentação deve ser realizada de acordo com o cronograma. Normalmente, isso não é necessário antes de mergulhar. O broto tem composição de nutrientes suficiente do solo. A primeira alimentação é realizada após o mergulho e, posteriormente, a cada duas semanas.

A rega deve ser feita quando necessário, ou melhor, quando o solo está coberto por uma crosta. É imperativo assegurar que o solo seja encharcado uniformemente para que não haja estagnação de umidade.

Por alguma razão, as mudas de tomate estão esticadas, isso é muito ruim e requer intervenção urgente. Caso contrário, os brotos morrerão completamente ou ficarão tão fracos que você não poderá contar com uma safra.


O que fazer se as mudas de tomate forem esticadas

Se as mudas começaram a se esticar, você precisa agir imediatamente. A detecção precoce do problema aumenta as chances de salvar mudas jovens e obter uma colheita decente. Se houver uma chance de que o solo seja de má qualidade, você deve transplantar as plantas para um solo fértil enriquecido com minerais, você mesmo pode fazer com grama, areia e turfa, ou comprá-lo em uma loja de jardinagem.

Você também pode usar medicamentos especializados, por exemplo, "Atleta". Seu uso retarda o crescimento da parte aérea da cultura, ajuda a fortalecer o caule e a folhagem, além de estimular o desenvolvimento das raízes. A preparação destina-se a ser regada e pulverizada. Na sala, você precisa garantir que a temperatura seja de 18 a 20 graus Celsius durante o dia e de 16 a 18 graus Celsius à noite. Recomenda-se a instalação de iluminação adicional sobre recipientes com mudas de 50 centímetros de profundidade.

Além disso, você pode transplantar as mudas para um recipiente fundo e polvilhar a maior parte do caule com solo. Após o plantio, jardineiros experientes recomendam regar as mudas com Epin, Heteroauxin ou qualquer outro estimulante para a formação de raízes.

Existe também outro método, porém mais radical, adequado para mudas cultivadas. A planta precisa cortar o topo no nível de 5-6 folhas, é colocada na água por 5-7 dias, e depois que as raízes de 1-1,5 cm são formadas, elas são plantadas no solo. Nesse período, começam a aparecer enteados nas mudas, os dois primeiros também podem ser cortados e regados até a formação das raízes, para depois plantados.


Razões para arrancar mudas

Arrancar os brotos de tomate germinados não ocorre como resultado da compra de uma variedade ruim ou sementes defeituosas, mas como resultado de ações descuidadas ou ineptas do jardineiro. A razão para isso é:

  1. Semeando sementes com muita frequência.As mudas são fracas e finas devido ao excesso de brotos por unidade de área. Por causa disso, faltam terras, alimentos, água.
  2. Má iluminação. Há uma luta entre os brotos pela luz solar e as mudas são desnecessariamente esticadas.
  3. Derramando mudas com água. Os tomates devem ser regados enquanto o coma de terra seca, não mais do que uma vez a cada 7 dias, caso contrário, os brotos tornam-se claros e finos.
  4. Superalimentação com nitrogênio. Uma quantidade excessiva de fertilizantes aplicados acarreta uma diminuição na qualidade das mudas cultivadas.
  5. As mudas não foram colhidas a tempo. Os rebentos de tomate são plantados em recipientes diferentes após o aparecimento de 2 a 3 folhas verdadeiras. Se o jardineiro se atrasar com esse procedimento ou, por ignorância, o negligenciar, ele não produzirá boas mudas.

Maneiras de conter o puxão de plantas jovens:

  1. Antes da germinação das sementes, a temperatura ambiente é mantida em cerca de 25 graus, após o surgimento dos brotos, ela é reduzida para 17, após 20 dias é ligeiramente aumentada para estimular o crescimento das plantas.
  2. A iluminação adequada desempenha um grande papel no desenvolvimento da planta. Em fevereiro e até o final de março, os tomates precisam de iluminação por 15 a 16 horas.
  3. Ao colher mudas alongadas, as folhas de sete folhas são removidas e o broto é aprofundado com mais força, adicionando terra às raízes. A planta vai gastar energia no desenvolvimento de novos espaços e na formação de raízes. O crescimento da coroa para.
  4. A alimentação com fertilizantes contendo nitrogênio ajudará a tornar as plantas mais fortes e desacelerar o crescimento rápido. Para alimentação, tome 1 colher de sopa. aquário ou uréia por 10 litros de água, então as mudas são colocadas por um tempo em regime de temperatura de 8 a 10 graus, quando os brotos começam a ficar mais fortes e verdes, as plantas voltam ao regime normal de crescimento.
  5. Recipientes com brotos são freqüentemente virados em direções diferentes para o sol, fazendo com que as mudas se voltem para a fonte de luz em direções diferentes e gastem energia nisso, e não no crescimento rápido.
  6. Outra escolha, feita quando as mudas atingem 15-20 cm, inibe o crescimento das plantas, o tomate joga toda a sua força na recuperação e pára de se esticar.
  7. Tirando as folhas do cotilédone por sua vez, o crescimento do tomate para, o tronco está sendo fortalecido.

Uma forma incomum ajuda a conter o crescimento das plantas. Ao tocar nas folhas com a mão, o tomate libera etileno, que impede o seu crescimento.

Cultivo correto de mudas

Nas caixas e vasos com solo preparado para o plantio, são feitos sulcos a uma distância de 1,5 a 2 cm entre si. Eles são colocados neles sem enterrar as sementes de tomate, fazendo brechas de 1 cm. Polvilhe com terra, borrife com água morna de um borrifador e envie para um local aquecido por 5-7 dias. Assim que os loops aparecem acima do solo, o abrigo é removido. A temperatura é baixada ligeiramente para que as mudas não se estiquem.

Os senets mergulham quando 2-3 folhas verdadeiras aparecem. Fracos, doentes com raízes pequenas são descartados, deixando apenas plantas fortes e fortes. Após 1,5-2 semanas, eles são alimentados com um fertilizante complexo completo, a rega é realizada quando o coma de terra seca. Se as plantas se desenvolverem bem, a realimentação é feita em um mês, se as plantas estiverem claras, atrofiadas, dê mais fertilizante, reduzindo a dose recomendada pela metade. Por 2-3 semanas, os tomates são preparados para o plantio em um local permanente. Exposto ao sol, a partir de 30 minutos, e abaixe a temperatura noturna para 14-16 graus. As mudas são enviadas para estufas e terreno aberto quando o solo aquece até 10-15 graus.

Reanimação de mudas alongadas

Se os rebentos do tomate já esticaram antes da colheita, devido ao engrossamento, salvam-se arrancando a parte superior, um pouco mais alta do que as folhas de sete folhas. O caule com a coroa é colocado na água para formar raízes, e a parte inferior é coberta com um copo de plástico ou vidro. Após cerca de uma semana, uma nova folha aparecerá no caule restante. Assim, de 1 planta, 2 são obtidos.

Mudas reanimadas desta forma produzirão mais tarde do que o normal.

Se as mudas forem esticadas após um mergulho, os seguintes métodos de resgate são usados:

  1. Método chinês. Aplicável a tomates altos. Quando as mudas atingem 15-20 cm, e leva muito tempo para serem transplantadas para a estufa, a planta jovem é cortada pela raiz e colocada brevemente em uma solução formadora de raízes (epin, ácido succínico). Epin pode ser substituído por mel ou agave adicionando algumas gotas de babosa à água ou 1 colher de chá de mel por 200 ml de água, e imediatamente plantado no solo, vermiculita, substrato de coco em xícaras separadas. Regue cuidadosamente com a solução nutritiva restante com um formador de raiz. Cubra com tampas de plástico e retire da luz forte em um local ligeiramente escuro.

Este método fará com que um tomate alto fique mais baixo, não encoste no topo do teto da estufa, a primeira escova fica perto do solo e não a uma altura de 50-60 cm. Esse estresse durante o crescimento torna as plantas mais fortes e acelera a formação de botões e o amadurecimento dos frutos.

  1. O método da vovó. Consiste em aparar o tronco não junto ao solo, mas em função da altura do mato. Se a planta tiver crescido demais, ela pode ser dividida em 3 partes: a copa com 1,2 folhas, a do meio com 2-3 folhas e a inferior com 2-3 folhas. As partes aparadas são enraizadas em um substrato de coco úmido ou colocadas em uma solução de ácido succínico, que é um formador de raízes, é usado para alimentar e restaurar a microflora do solo. Antes do plantio, para reduzir a evaporação da umidade, as folhas são reduzidas à metade. As plantas são mantidas em solução e substrato por 3-5 dias. Após a formação da raiz, os brotos são transplantados para copos separados.

Um formador de raiz é preparado a partir de ácido succínico da seguinte maneira: 1 comprimido é amassado finamente com uma colher ou pilão em um almofariz, dissolvido em 100 ml de água morna (45-50 graus). Em seguida, adicione água a 500 ml. A solução não perde suas propriedades em 3 dias, após os quais é derramada ou, pouco antes do final da vida útil, as plantas da casa são regadas com ela.


Alimentação analfabeta

Freqüentemente, os residentes de verão percebem que as mudas de tomate na caixa estão esticadas. Isso se deve à alimentação analfabeta. A negligência de esquemas, dosagem e taxa de consumo na utilização de fertilizantes ameaça a obtenção de mudas finas de baixa qualidade. O problema é provocado tanto pela falta de nutrientes quanto pelo excesso deles.

O abuso de fertilizantes é inaceitável. A superalimentação também é repleta de mudas finas e longas. Jardineiros experientes não recomendam fazer misturas de nutrientes nas primeiras 2 semanas a partir do momento em que os brotos eclodem. O plantio durante este período não é alimentado com nada, mesmo que as plantas pareçam atrofiadas.

Após 14 dias, você pode recorrer à adição de superfosfato.

Para obter mudas fortes e viáveis, é necessário alimentar a cultura com meios ricos em potássio e fósforo. É aconselhável evitar a alimentação de nitrogênio até que as mudas sejam transferidas para o canteiro.

Se o abuso de misturas de fertilizantes levou ao estiramento das mudas de tomate, você deve interromper urgentemente a introdução de alimentos complementares e reduzir a temperatura do ambiente em vários graus por 3 dias. Durante este tempo, é recomendável não regar o plantio. Graças às medidas tomadas, o crescimento das mudas vai abrandar e o seu crescimento será impedido.

Se mudas atrofiadas foram obtidas devido ao consumo excessivo de alimentos complementares contendo nitrogênio, a fertilização com potássio é necessária. A medida vai desacelerar a absorção de nitratos pela vegetação. A rega abundante em tais casos não é apropriada.

Isso só vai acrescentar problemas, aumentar o risco de acertar o plantio com a perna preta. Será necessário reduzir a irrigação para retardar o crescimento da massa verde e evitar a brotação.


É melhor tomar medidas preventivas do que corrigir posteriormente as consequências de cuidados inadequados com as mudas.

O cuidado racional garantirá que as plantas jovens cresçam adequadamente. Os especialistas recomendam os seguintes métodos:

  1. Antes de começar a semear, você precisa calcular o momento ideal para isso. Você precisa plantar sementes na hora certa, não muito cedo. O tempo ideal é de 40-50 dias antes do plantio em solo aberto. Antes de plantar no solo, as mudas saudáveis ​​não devem ter mais de 25-35 cm de altura, ter 8-12 folhas e inflorescências bem desenvolvidas. E mudas finas plantadas cedo dão uma colheita pobre e tardia.
  2. Você precisa plantar mudas apenas em solo de alta qualidade comprovada, adequado para tomates.
  3. É preciso cuidar da alimentação correta das mudas, dar-lhes nutrição suficiente, não abusar dos fertilizantes nitrogenados.
  4. Assim que as sementes eclodirem, é necessário mudar imediatamente o regime de calor de quente para frio.

Sem os devidos cuidados, os futuros tomates ficarão finos, longos e fracos. Essas plantas não vão dar uma colheita rica, não vão recuperar os esforços e custos investidos nelas. Antes de começar a plantar tomates, é melhor dar-lhes imediatamente condições de conforto do que salvar a situação no último momento.


Assista o vídeo: Tomates- Como podar e tirar muda e ter mais frutos!


Artigo Anterior

Gengibre: propriedades, uso e benefícios

Próximo Artigo

Projeto do sótão - tornando um sonho realidade